Aumenta a Inclusão Financeira em Moçambique

meticalsoberanoEm 2021, o sistema financeiro moçambicano contou com 37 instituições de crédito, contra 40 registadas em 2020, das quais 16 bancos, 12 microbancos, uma sociedade de investimentos (contra uma, em 2020), cinco cooperativas de crédito (contra sete, em 2020) e três Instituições de Moeda Electrónica (IME), indica o Relatório do Banco de Moçambique (BM) sobre a Inclusão Financeira.

Igualmente, segundo o documento, em 2021 o país contou com um total de nove sociedades financeiras, das quais uma sociedade emitente ou gestora de cartões de crédito (contra duas, em 2020) e oito casas de câmbio (contra dez, em 2020). Contou, ainda, com 1.598 operadores de 6 microfinanças (contra 1.124, em 2020), dos quais 12 organizações de poupança e empréstimo e 1.586 operadores de microcrédito. Por fim, um total de 33 instituições na categoria “outras instituições financeiras”, das quais 19 seguradoras e 14 operadores de bolsa.

No concernente à bancarização da economia, medida em termos de número de contas bancárias por 1.000 adultos, em 2021 registou-se 315 contas bancárias por cada 1000 adultos, contra 314, em 2020. Registou-se, igualmente, um incremento no número de contas bancárias, ao passar de 5.116.741, em 2020, para 5.293.240, em 2021, representando um crescimento de 3,4%.

Em termos de expansão das contas em moeda electrónica, o BM indica que em 2021, o país passou a contar com cerca de 67,2% da sua população adulta com uma conta em moeda electrónica aberta junto das IME, contra 66,4% em 2020.

Os dados apresentados pelo BM enquadram-se na Estratégia nacional de Inclusão Financeira (ENIF) 2016 – 2022 e apresenta a evolução dos níveis de inclusão financeira no país até finais de 2021.

Para ler o relatório, clique aqui.

Contacto

Rua da Imprensa 265
Prédio 33 Andares
4º Andar, Porta 415
Maputo - Moçambique
Tel: (+258) 21 310818
Email: amb@amb.co.mz